Grupo Société Générale conduz seus negócios com o maior respeito pelos direitos dos trabalhadores e humano fundamental e para o meio ambiente – seja onde for no mundo.

A responsabilidade das empresas em todas as suas dimensões – económica, social e ambiental – foi durante muitos anos uma parte integrante da forma como trabalhamos, como banqueiros

Governança e gestão

Ele cumpre integralmente as obrigações de Grenelle Lei 2 da França que rege o compromisso das empresas nacionais para o meio ambiente, incluindo as relativas ao artigo 225, que obriga as empresas a apresentar um relatório sobre as consequências ambientais e sociais de suas atividades, e no artigo 75, que exige -los para realizar um inventário (GEE) de gás de efeito estufa. A partir de 2011, o Grupo publicou o seu Ambiental e Social (E & S) Orientações gerais, que se aplicam a todas as suas atividades e estão baseadas em iniciativas que aderiram entre 2001 e 2007.

Gestão de RSE a Societe Generale faz parte integrante da organização do Grupo e é implementado por vários recursos e estruturas em diferentes níveis (governança, compliance e funções de controlo interno, comitês de risco, novos comités de produtos, regulamentos internos, Código de Conduta, Carta de Auditoria, Código do Imposto de Conduta, etc.).

A Divisão de Desenvolvimento CSR e Sustentável, sob a supervisão da Gerência via Secretário Corporativo do Grupo, é responsável pela definição e promoção de políticas de RSE em todo o Grupo, em conjunto com as linhas de negócios e divisões corporativas. O Comitê Executivo define as linhas gerais da política de RSE do Grupo e valida periodicamente a sua execução.

Para este fim, a comissão implementou um sistema de comunicação em 2005 para acompanhar o progresso na nossa política de RSE usando cinco categorias de indicadores:

Os indicadores de governança: governança, ética, conformidade, cultura de risco, etc.
- Indicadores corporativos: avaliação social e ambiental das contrapartes / projectos, a inovação de produtos em favor do desenvolvimento sustentável, a satisfação do cliente, a contribuição para o desenvolvimento local, etc.
- Os indicadores sociais: emprego, carreira e gestão de competências, remuneração, tempo de trabalho, o diálogo interno, saúde, segurança, etc.
- Indicadores ambientais: sistema de gestão ambiental, consciência ambiental, água e consumo de energia, de transportes, de papel, resíduos, etc.
Indicadores de patrocínio.